Pequeno texto…

“Todo dia era assim, ele chegava para as aulas, e ficava lá, com os amigos, conversando, discutindo sobre a rodada do futebol no dia anterior, comentando sobre as estudantes que passavam em direção as aulas, desabafando sobre as aulas…. Mas, na sua cabeça, ele só esperava a hora em que ela iria aparecer, sempre sorridente, sempre atenciosa, sempre simpática com todos, especialmente com ele. Ele falava com ela, conversava com ela, faziam exercícios juntos, sentavam próximos um do outro; ele sabia que estava sentindo uma grande aração por aquela pessoa que, naquele momento, era apenas sua amiga, uma grande amiga; e, ele sabia que ela só poderia ser isso a vida toda, pois o coração dela não lhe pertencia, e o amor que ele desejava que ela sentisse por ele nunca viria a ser sentido.”

Memórias de Jack e July, Capítulo XII.

Anúncios