Review – The First Mini Album Gee

Bom pessoal, com semanas de atraso, volto aqui para dar continuidade a parte dos reviews dos itens que possuo do 소녀시대 (Girls’ Generation). Nesse “capítulo” irei fazer o review daquele que foi o Mini Album que realmente, no jargão popular, arrebentou a boca do balão, levanto as já surpreendentes garotas a um patamar ainda mais alto no reino do Kpop. Sim, estou falando dele, o The First Mini Album Gee.

Esse mini album, lançado em 7 de Janeiro de 2009, foi considerado por muitos uma revolução por que música que dá o nome ao disco, Gee, foi um sucesso estrondoso naquela época. Lançada dois dias antes do álbum, a música rapidamente se dispersou em todo o território coreano (e até fora dele), com o chamado “efeito chiclete” e, de uma hora pra outra, grande parte das pessoas estava cantando alguma parte da música nos escritórios, paradas de ônibus, sala de aula, consultórios médicos… Gee era um sucesso. Tanto que ganhou o chart semanal do programa Music Bank, da emissora KBS, por 11 vezes, sendo 9 delas consecutivas durante as promoções da música e do album, uma de maior número no primeiro semestre e a outra no ano como um todo. SONEs mais conservadores falam que depois de Gee, tudo mudou, e que o Kpop poderia ser definido como “Antes de Gee” e “Depois de Gee”.

O cd consiste em um slipcase que segura o disco e um encarte/mini-photobook com as letras das músicas, informações e fotos, muitas fotos das garotas, com 44 páginas. Nele estão presentes as fotos conceito do MV de Gee, e as do conceito que as garotas aparecem com longas camisas brancas (deixando, para alegria da nação, as belas pernas de fora). Opinião pessoal, as fotos desse photobook são uma das mais belas de todos os que já possuo, talvez perdendo para as do DVD da primeira Tour asiática das garotas. As minhas preferidas são uma da Yuri, e uma que estão Hyoyeon e Seohyun sentadas e abraçadas, com Taeyeon e Tiffany ao lado.

Sobre as músicas, acredito que não há o que falar da primeira faixa do álbum, Gee. Uma música viciante, que gruda em você nas primeiras vezes que a escuta, uma música de som alegre, que passa uma aura de tranquilidade e alegria. A segunda, 힘내! (Way To Go) é uma música bacana, com uma pegada meio rock anos 80/90 no som de fundo, que, ao meu ver, combinou muito com as vozes das garotas. A terceira faixa, Dear. Mom, é uma música lenta, do tipo baladinha, que emociona muita gente, principalmente nos lives (me seguro pra não chorar, por todos aqueles que perderam suas mães). A quarta faxia, Destiny, é uma música com um toque de eletrônica pré-moderna, e é adorada por vários SONEs ao redor do mundo (e por mais que Gee seja Gee, Destiny é a minha música favorita do álbum!). A quinta e última faixa, 힘들어하는 연인들을 위해 (Let’s Talk About LOVE), é, como a maioria das músicas do álbum, alegre, dinâmica e altamente dançante, e ver um live dela pelas meninas é uma das coisas mais legais que existem (embora infelizmente tenham sido poucos).

Por fim, o mini album é excelente, uma compra obrigatória para qualquer fã do Girls’ Generation ou do Kpop em geral, e não decepciona quem o compra e quem curte boa qualidade de material físico (o photobook dele é muito lindo) e das músicas. Finalizando o post, deixo vocês com o MV da música que foi considerada um marco para o Kpop moderno, Gee.

Você pode encomendar sua cópia de Gee clicalndo aqui.

Anúncios